Life is Strange: True Colors – Análise

Uma história com muitas emoções!

Um novo título da franquia Life is Strange está entre nós, estamos falando de True Colors, uma interessante nova aposta da Square Enix e Deck Nine, e assim como seus antecessores, este novo game apresenta fortes emoções, vamos conferir todos os detalhes ao decorrer desta análise complete e sem spoilers.

O jogo Life is Strange: True Colors foi lançado em 9 de setembro de 2021 para as plataformas Xbox One, Xbox Series X/S, PlayStation 4, PlayStation 5 e Computador (PC).

A VIDA EM HAVEN SPRINGS

Nesta jornada controlamos a misteriosa Alex Chen, uma personagem que desde o inicio nos mostra sinais de acontecimentos passados no qual ela está tentando se afastar, assim iniciando uma nova vida em Haven Springs, uma pequena cidade que até então se via longe de acontecimentos ‘estranhos’.

Em seus primeiros momentos nesta nove novo lugar, você encontra seu irmão ‘Gabe’ e rapidamente descobre que ele é muito querido pela comunidade local, e até então tudo parece as mil maravilhas, até que chega o momento de situações mais intensas e Alex nos mostra como funciona o seu ‘poder’ de sentir as emoções dos personagens, que se mostram através de ‘auras’ representadas por cores ao redor dos NPC’s.

Para evitar spoilers significativos para a melhor experiência possível dos jogadores, não vamos nos aprofundar muito nos acontecimentos da história, afinal de contas este é sem duvidas um jogo onde cada escolha e cada detalhe importa.

CAMINHANDO ENTRE SENTIMENTOS

Com o passar do tempo, Alex mostra um pouco mais das suas habilidades, nos permitindo entender as suas capacidades e usar isso em seu favor, oferecendo momentos onde podemos realizar escolhas e ajudar as pessoas, algo muito interessante e que nos proporciona momentos emocionantes.

Para se ter uma melhor ideia do que ela pode fazer, basta entender que ela é capaz de ‘sentir’ as emoções fortes dos personagens, sejam emoções de raiva, de felicidade, angustia, etc. e isso não fica limitado apenas aos personagens, como também podemos ‘sentir’ objetos e adquirir conhecimento sobre algumas situações.

Alex também tem a sua disposição um celular onde podemos ver mensagens e até mesmo uma rede social dos habitantes, mas que se mostrou pouco relevante ao decorrer da sua jornada.

TRILHA SONORA, VOZES E EFEITOS

Outro ponto que chama bastante a atenção em Life is Strange: True Colors é com relação a sua qualidade sonora, o game apresenta diversas faixas de musicas que facilmente conseguem atrair a atenção dos jogadores, contando com a presença de musicas famosas como Don’t Matter (Kings of Leon) entre outras.

Além disso o jogo também oferece uma experiência sonora imersiva e profunda, com diálogos claros e precisos, embora o game não apresente dublagem no nosso idioma, a qualidade das vozes em inglês nos proporciona uma experiência agradável, não podemos esquecer de mencionar que ele conta com legendas completas em Português do Brasil.

ESTILO DE JOGO E PERSONAGENS

Ao decorrer do caminho podemos explorar diversos lugares da cidade, conferindo detalhes pelo caminho, objetos dos mais diversos tipos e até mesmo interagindo com variados personagens e conhecendo suas vidas e histórias, tudo isso fornece um nível de ‘imersão’ muito interessante e que nos envolve cada vez mais, tivemos uma experiência realmente completa neste novo game.

Algo que sem duvidas é muito profundo neste novo título da franquia é a sua capacidade de entender como os personagens estão se sentindo, e a partir desse momento poder conhecer melhor sobre aqueles que habitam nessa região.

O game também conta com uma serie de ‘mini games’ em determinados locais, como no bar onde você pode encontrar maquinas de fliperama e jogar títulos inspirados na era 8 bits, e também jogar partidas de pebolim em determinados momentos no quarto de Alex.

AMBIENTE E VISUAL

Toda a ambientação do game foi muito bem trabalhada e nos proporciona belos momentos, o aspecto visual do jogo possui um estilo próprio e se mostra bem mais realista do que os primeiros títulos da franquia. Seja dentro da floricultura, do bar ou até mesmo de uma loja de discos, podemos ver cada detalhe e notar o cuidado que os desenvolvedores tiveram para que tudo fosse bem construído. Vale notar que todas as imagens desta review foram capturadas diretamente do console PlayStation 4.

CONCLUSÃO

Nesta análise de Life is Strange: True Colors tivemos a oportunidade de jogar a versão do PlayStation 4 e não encontramos nenhum problema como perda de desempenho, bugs, etc. O game funcionou exatamente como esperado, algo que foi um ponto positivo e embora não possua dublagem (áudio) em português, ainda sim o jogo possui legendas no nosso idioma. O título apresenta escolhas que afetam o nosso destino e podem nos colocar em finais diferentes (existem 6 finais possíveis), e experimentar cada um deles é algo que consegue facilmente prender a nossa atenção, principalmente a cada acontecimento marcante. Se você busca por uma experiência de repleta de emoções e envolvimento com a história, então Life is Strange: True Colors sem duvida vai conquistar você.


Jucélio “Lenda” Verissimo
PlayStation 4 (Slim)

Life is Strange: True Colors foi gentilmente cedido pela Square Enix para a realização desta análise.

Esta review representa a nossa opinião diante de tudo o que vimos e experimentamos, sabemos que cada pessoa possui opiniões diferentes em alguns aspectos, por isso sempre encorajamos que todos experimentem e tirem as suas próprias conclusões.

PONTOS POSITIVOS:

◆ A história do jogo é bem construída e apresenta diversos momentos emocionantes e que prendem a atenção do jogador;
◆ Todo o aspecto sonoro do jogo foi bem desenvolvido e apresente uma imersão agradável;
◆ Não encontramos nenhum problema de desempenho ou bugs ao decorrer desta análise;
◆ É possível explorar diversos detalhes do ambiente durante o gameplay;

PONTOS NEGATIVOS:

◆ Apesar de acompanhar legendas no nosso idioma, ele não possui dublagem (áudio) em Português do Brasil;
Jogabilidade
9
Aspecto Visual
8.4
Aspecto Sonoro
10
Dificuldade
7.5
História
9.2
Diversão
10

Sobre o autor

Jucélio Verissimo
Fundador da Lenda Games, Editor-Chefe e Criador de Conteúdo em texto e streaming. Considero os melhores jogos de todos os tempos como Grim Fandango, Twinsen's Odyssey, Final Fantasy VIII e Diablo 2.

RELACIONADOS

PUBLICIDADE

-Advertisement-

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE

-Advertisement-

PUBLICIDADE

LANÇAMENTOS

Redes Sociais

20,262FansLike
14,284FollowersFollow
2,863FollowersFollow

PUBLICIDADE

-Advertisment-

PARCEIROS VERIFICADOS

PUBLICIDADE

-Advertisment-

ACOMPANHE NO FACEBOOK

CONSOLES

Please disable your adblock and script blockers to view this page.